Despertar e o aqui-agora

O que é estar no aqui-agora?

Acredito que é estar em estado de presença, acolhendo o que o momento traz e relacionando-se com o que se apresenta naquele instante. A questão é que muitas vezes estamos de corpo no presente, mas respondendo ao mundo como se estivéssemos presos a emaranhados do passado ou expectativas do futuro.

Podemos, assim, deixar de contemplar novos caminhos, possibilidades não pensadas que estão se manifestando ali na nossa frente, mas que não conseguimos enxergar por estarmos com a mente e o coração em outro lugar.

Creio que o universo pode ser ainda mais criativo do que nós mesmos. Ele pode nos surpreender trazendo novas formas, não necessariamente como havíamos programado e imaginado, mas talvez de um outro jeito, que pode ser ainda mais encantador.

A vida nos oferece muitos presentes, se permitirmos, nos dá sinais, brinca conosco através das sincronicidades e vai nos dando pistas, dizendo: vá por ali!

Para trilhar junto com o fluxo da vida é precioso despertar a fé, a intuição e a entrega, aprendendo a ouvir aquela voz interna, que não é necessariamente a da razão, dos padrões, e sim aquela que vai dizer o que é importante para a sua jornada, aquela que aquece o coração e alimenta a alma.

Assim o caminho vai se revelando durante a caminhada…

E enquanto, aos poucos, aceitamos a impermanência da vida, compreendendo que não temos o controle de tudo ou quase nada, vamos despertando para o agora e para o sentir que mora no presente.

Quando sentimos e agimos de dentro para fora, a partir da nossa sabedoria interna, nos abrimos para o que é essencial, para aquilo que toca o coração, nos libertando para Ser o que viemos Ser.

Convido, agora, a querida Tatiane Guedes para finalizarmos a partilha de hoje.

“O chão que se vai é justamente aquele que precisa ruir, pois essa base não sustentará o crescimento que está por vir.

Essa rachadura que sentes bem no centro de seu peito é justamente aquela que fará brilhar a luz em ti que teima em sair.

Aceite,
O agora é tudo o que há.

Não resista,
Atravesse esse portal que está a chegar.

Confia,
Você não está só nem nunca estará.

Lembre-se,
Aquilo que Realmente És permanece intacto em ti a cada respirar.”

Andressa Miiashiro.

Psicoterapeuta, orientadora de carreira e facilitadora de grupos.

Artigo publicado no Blog Antroposofia ZN em 10.08.19